in

Hi-Standard: punk japonês para milhões de fãs

Hi-Standard. Já ouviu falar nesta banda de punk rock do Japão? Pois é, este trio já vendeu milhões e é a detentora do recorde de álbuns vendidos pelo selo Fat Wreck Chords. Ouça o podcast Punkadaria e saiba mais curiosidades destes japoneses que são um verdadeiro fenômeno!

Hi-Standard: punk japonês para milhões de fãs

 
 
00:00 /
 
1X

Por João Albuquerque. 

Fala galera! Está começando mais um Punkadaria e o programa de hoje será sobre o disco que mais vendeu na Fat Records, você tem ideia de qual banda seria? NOFX, Rise Against, Lagwagon, Less Than Jake, NO Use for a Name, Against Me!? Olha, se pensou nessas bandas, você passou longe. Vou dar uma dica, a banda não é americana. E agora, alguma banda veio à cabeça? Pois vou lhes dizer, o disco mais vendido pela Fat Wreck Chords, de propriedade do vocalista e baixista do NOFX Fat Mike, é Growing Up, de 1996, dos japoneses do Hi-Standard, surpresos? Este disco vendeu mais de 1 milhão de cópias.

Desde 1991, o Hi- Standard tem sido uma força motriz na cena musical underground japonesa. Sua abordagem eclética e melódica nas composições tem rendido à banda um enorme número de seguidores que está se expandindo rapidamente do Extremo Oriente para os confins do globo. Além de fazer shows enormes, com ingressos esgotados no Japão o tempo todo (sem brincadeira, eles são como os Beatles japoneses), o Hi- Standard já fez turnês pelos EUA e Europa com bandas como NOFX (EUA 1995, Europa 1998), Green Day (Japão 1996), Lagwagon (EUA 1995) e No Use For A Name (EUA 1996).

O Hi- Standard mistura melodias cativantes com velocidade, harmonia e energia. Como ponto de referência, você poderia usar um híbrido japonês de NOFX e Toy Dolls, mas seu som ainda é exclusivo. Embora vivam predominantemente na veia do hardcore melódico, suas influências abrangem toda a gama musical do punk dos anos 70 e pop britânico ao soul, funk e música latina. Esses gostos musicais amplos resumem a abordagem positiva e de mente aberta do power trio para a composição.

Curiosidade

Uma curiosidade da banda é que eles tocam somente uma vez por ano no Japão. Porém, este show único sempre acontece num estádio de beisebol lotado para 35 mil pessoas e os ingressos são sorteados aos compradores pela loteria. Tudo isso pela alta demanda. Eles nunca voltaram aos EUA depois de 1996, mesmo com os pedidos constantes dos fãs norte americanos e vivem sua vida sossegada como verdadeiras estrelas do rock no Japão. Que vida, meus amigos!

Se você quer mandar sugestões e críticas, envie sua mensagem para punkadaria@yahoo.com , lembrando que Punkadaria é com K.

Mídia, Pandemia e Negacionismo é tema de live no dia 22 de setembro

Anatomia Musical