in

Entrevista: Família Estranha lança campanha para financiar o 1º álbum

Entrevista: Família Estranha lança campanha para financiar o 1º álbum

Entrevista: Família Estranha lança campanha para financiar o 1º álbum
Jornalismo

 
 
00:00 /
 
1X

A banda Família Estranha lançou nesta semana a campanha de financiamento coletivo “Toda Família merece um álbum” para produção do seu primeiro álbum físico e virtual.

Por Bruno Leonel

A campanha, que está acontecendo através da plataforma Catarse (disponível até início de março), tem como objetivo alcançar a meta de 20 mil reais para financiar a produção das faixas, a arte gráfica do álbum, a prensagem do CD e a produção das recompensas. Tanto a produção musical quanto a própria campanha tem como meta estimular a rede de artistas independentes de Londrina e região. Confira a entrevista onde os integrantes Suy CorreiaMariana FrancoLucas Oliveira falam sobre a campanha e a história da banda. Confira:

A pré-produção das oito faixas que irão compor este álbum já está em andamento desde o final do ano passado, sendo gravadas no estúdio Toqô, situado no centro cultural Espaço Nave. O álbum contará com diversas participações nos arranjos de suas composições, dentre elas, todos os integrantes do coletivo Espaço Nave ( João Gabriel Galvão, Maria Carolina Tomé, Lara Moratto, Bruno Pacheco, Pedro José Veranesi, Gabriel Kruczeveski ), Além de outros parceiros como Mauro Fontoura e Samuel Vilela Fontoura (banda Muñoz de Florianópolis), Paulo Perin (Fernando e Sorocaba), o baterista João Bolognini (Mut) e o banjoísta Wagner Creoruska (O bardo e o banjo de São Paulo).

A arte gráfica do álbum será desenvolvida por Carolina Sanches, artista visual, cantora e compositora londrinense que também foi a responsável pela identidade visual da campanha.

Como recompensa para os apoiadores, a Família Estranha pensou em trazer o clima “familiar” e oferecer objetos bastante úteis para casa, como avental, pano de prato, “puxa saco”, capa para almofada, todos feitos artesanalmente em serigrafia pelos próprios músicos em parceria com o Grafátorio, espaço localizado em Londrina e dedicado às artes visuais, com ênfase nas artes gráficas. Camisetas, adesivos e o CD físico também fazem parte das recompensas.

Além dos objetos, as recompensas também oferecem trabalhos de artistas independentes, como oficina de DJ para mulheres com Nate Monaco, tatuagens com Carolina Sanches e Jei Reis, leitura de Tarot, com Isa Cunha, aulas de baixo com Mariana Franco, aulas de bateria com Babi Age (Curitiba), acesso à transmissão ao vivo da gravação de banjo em uma das músicas do álbum com Wagner Creoruska (O Bardo e o Banjo) e gravação de single no estúdio Toqô.

Sobre a banda
Família Estranha é uma banda londrinense que nasceu da vontade de fazer da rua seu palco principal. Com influências de bluegrass, música brasileira, latina e old time music, o grupo não se prende a estilos, mas trás certa nostalgia com suas referências e instrumentação exclusivamente acústica.

A banda é formada por Suy Correia na voz, violão e banjo, Mariana Franco no baixo acústico e voz e Lucas Oliveira no violino e banjo, e possui um EP com 4 músicas, lançado em 2016. Parte dos recursos para a realização do EP foi captada através da contribuição espontânea das pessoas que passavam pelas ruas durante suas apresentações.

Após um período tocando somente nas calçadas e feiras de Londrina, a banda passou a participar também dos principais festivais e eventos da cidade e região. Outro destaque dentro de sua atuação, é a produção cultural (shows, festivais e eventos) e a produção de suas próprias turnês, já tendo passado pelo centro oeste, sudeste e sul do Brasil.

Groove do Ska Rude Boy Train

Groove do Ska

Amen Corner Long Live Metal

Amen Corner e seus 29 anos de carreira