in

Festival Barbada: cultura online de 21 a 30 de agosto

Confira tudo sobre o Festival Barbada 2020 na entrevista da Alma Londrina Rádio Web com Thiago Furini Rosa, membro da organização.

Festival Barbada: cultura online de 21 a 30 de agosto

 
 
00:00 /
 
1X

Por Teixeira Quintiliano.

Em 2020, a Festa Barbada completa dez anos de muito som e sapato gasto na pista. Mas em tempos de pandemia o evento se adaptou e será transmitido de 21 a 30 de agosto on-line pelos canais www.youtube.com/festabarbada e www.facebook.com/festabarbada .

Programação

A programação musical está bastante diversificada. Quem estiver conectado vai curtir os shows de Abacate Contemporâneo, Aminoácido, Búfalos D’Água, Caburé Canela, De Um Filho De Um Cego, Etnyah, Eletroímãs Catalíticos, Mama Quilla, Matina, Rodolfo Rainer e O Clube dos Sonhos, Sala de Estar e Tiro Williams & The Wild Cowboys

Serão 10 dias de atividades transmitidas pela internet, 6 DJs, exposição de arte e rodas de conversas voltadas à produção cultural.

Adaptação

A intenção inicial seria comemorar no melhor estilo aglomeração no Bar Valentino, como os amantes da boa música gostam, mas o importante é que o som vai rolar, o que não pode é a festa parar. O organizador comenta os cuidados com a estrutura e a equipe de produção para que o evento respeite os protocolos de prevenção à COVID-19. 

Thiago conta que, por conta da pandemia do coronavírus, não só o formato do festival mudou, mas também a curadoria das bandas foi influenciada por este período atípico.

Além dos tão aguardados shows musicais, a programação do Festival Barbada ainda vai apresentar outras atividades.

Durante as lives os espectadores poderão fazer doações para a ONG Viver através do Pic Pay. O valor arrecadado será doado integralmente para a instituição que presta assistência a 180 crianças, adolescentes e familiares.

Mais informações sobre o Festival Barbada estão disponíveis no site: www.kinoarte.org/barbada

EP31 – Trabalhadores da Sercomtel em pauta, Barbada e Sons do Brasil

Okkultist: metal extremo de Lisboa