in

Nenhum minuto de silêncio

Nenhum Minuto de Silêncio Violência Contra a Mulher

Nenhum minuto de silêncio. Confira a matéria da jornalista Thainá Jhenifer para a WebTV da Alma Londrina Rádio Web sobre violência contra a mulher e as manifestações feministas em Londrina referentes ao caso Mariana Ferrer.

Por Thainá Jhenifer.

Nenhum minuto de silêncio. O ano de 2020 foi marcado por outra pandemia: a da violência contra a mulher. Segundo os dados mais recentes do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a cada sete horas ocorre um feminicídio no Brasil. A cada oito minutos uma mulher é violentada sexualmente. A cada dois minutos uma mulher sofre de violência doméstica, sendo que nem 30% dos casos são denunciados. Nós, mulheres, não podemos nos calar diante destes dados. Precisamos apontar os verdadeiros culpados.

No dia 8 de novembro de 2020, ocorreu um ato, em todo o Brasil e também em Londrina, pedindo justiça após a sentença absurda do caso Mariana Ferrer. A concentração inicial do ato foi no cruzamento das avenidas Higienópolis e Juscelino Kubitschek, onde as manifestantes permaneceram por 40 minutos, com cartazes e as falas de diversas mulheres clamando por justiça à Mariana e à todas aquelas que diariamente são questionadas e desacreditadas.

A catarinense Mariana Ferrer foi violentada por André Camargo Aranha. E, mesmo diante de todas as provas físicas do crime, como o sangue da vítima e o sêmen do agressor, a Justiça inocentou e absolveu o acusado, alegando falta de evidências para a condenação. A sentença foi definida desta forma porque, para o advogado, juiz e promotor, não foi possível concluir se Mariana estava ou não em condições de consentir a relação sexual. Embora, seu depoimento tenha sido confirmado por testemunhas e por provas em áudio e vídeo, obtidos pela Justiça.

Residências em container Engenharia Científica

Residências em container

Playlist de Férias Sons do Brasil

Playlist de férias