in

Dona Ivone é homenageada na edição 241

Dona Ivone

No Brasil De Todos Os Sons dessa semana, chegamos a edição 241. O programa é produzido e apresentado por Marcelo Cabala. Em primeiro lugar, começa com os sons do Baú da Dona Ivone Lara, a Rainha do Samba. Sobretudo, o disco Baú da Dona Ivone – Ep. 1 foi lançado em outubro de 2020, com multi-intérpretes. 

Homenagem a Rainha do Samba, Dona Ivone

AlmA Londrina Rádio Web
Dona Ivone é homenageada na edição 241
/

Assim, Beth Carvalho canta “Não é Miragem”, Sombrinha canta “Não me Maltrata” e Áurea Martins canta “Adeus Ao Senhor da Razão”. Afinal, Dona Ivone era conhecida também como A Grande Dama do Samba, foi a primeira mulher a assinar um samba-enredo e a fazer parte da ala de compositores de uma escola, a Império Serrano.  

Encontro dos gigantes, Antonio Villeroy e Toninho Horta

Em seguida, no segundo bloco, Nova Música BR, são vários os lançamentos da Nova Música Popular Brasileira que Marcelo Cabala traz pra você. Agora, começando com o músico gaúcho, Antonio Villeroy com a participação de seu ídolo Toninho Horta, tocando a música Gravidade Do Amor, título do disco que foi gravado ao vivo na casa Sgt. Pepper’s, em Porto Alegre (RS). 

O “Drama” de Rodrigo Amarante e a “Saudade” de Alceu Valença

Pouco depois, Rodrigo Amarante apresentando a canção “Tao”. Essa música é do álbum “Drama”, segundo trabalho solo do ex-integrante do Los Hermanos e da banda Little Joy. Depois vem Alceu Valença com “Saudade”. O novo single do conhecido cantor, compositor e músico pernambucano, de 75 anos, composta na pandemia, gravada em formato de voz & violão, fala sobre a saudade de amigos confinados, derivada do isolamento social.

O samba politizado de Rubel em defesa da vacina

Seguimos com Rubel tocando “O Homem da Injeção II”, um samba que narra um ato político em defesa da vacina. Rubel, artista fluminense que já foi nomeado ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa. E anda tem a Miscigenação de Clayton Barros, Juliano Holanda, Isaar de França e André Zahar, com a música Todo Calor, Ana Canas com Alucinação e Illy com O Que Me Cabe.

Aminoácido e a Turnê Interplanetária: QUEM SÃO OS AMINOÁCIDOS

A sonoridade feroz do Slayer