in

Os ancestrais do reggae

Os ancestrais do reggae e suas crias aparecem em peso nesse terceiro podcast do Rude Boy Train em 2020 pela Alma Londrina Rádio Web, apresentado e produzido pelo DJ Fernando Feijó, com trabalhos técnicos de Elias Vergenes, originalmente na Rádio Universidade 107,9 FM. 

Ouça o podcast:

No primeiro bloco apresentamos “Park Time”, da banda de rocksteady argentina Los Hamptons, “So Much Pain” do trio vocal de Kingston The Paragons, que ilustra este episódio do programa, e “Doctor Sure Shot”, do Dandy Livingstone. 

Diretamente da Filadélfia, nos Estados Unidos, o Sensations traz o seu doo wop da década de 1950 ao segundo bloco do Rude Boy Train com “Come Back Darling”. Outro clássico da Jamaica desembarca nesta edição: Pat Kelly, com “If It Don’t Work Out”, que fez história como cantor de rock e reggae e como membro do grupo vocal Techniques. E para fechar este bloco temos “Fat Man”, de Derrick Morgan. 

Chegamos à metade do programa com Ken Parker, que iniciou sua carreira ainda criança cantando na igreja em que seu pai era pastor. Ken lançou singles de sucesso nas décadas de 1960 e 1970. E, na década de 80, fundou sua própria gravadora, dedicada à música gospel. Aqui, ele aparece com “Mother’s Eye”. Na sequência, tem Ken Lazarus, com “Tonight”, e The Techniques, banda da qual Pat Kelly, que tocamos no bloco anterior, fez parte, com “The Yo”

No programa de hoje dedicamos um bloco inteiro ao Skatalites, que dispensa apresentações pela importância que tem, não só para o ska mundial, como para o rocksteady, reggae e vertentes, inclusive, do jazz contemporâneo. Ouvimos “Mission”,Song for My Father” e “Nelson Songs”.

E, para encerrar, nada mais e nada menos que o mestres Desmond Dekker, Jimmy Cliff e Toots & The Maytals.

 

Texto: Teixeira Quintiliano

 

EP15 – Podcast está documentando as emergências em saúde e políticas culturais

EP16 – Serviços essenciais em saúde, meio ambiente e boa música