in

Toxikull: metal underground português

No podcast Long Live Metal dessa semana encerramos a primeira edição da Metal Union, série com bandas do Cenário do Metal Underground de Portugal. Nessa edição de enceramento, apresentamos a banda Toxikull, Heavy Thrash Metal de Lisboa, Portugal, e a entrevista com Lex Thunder, um dos membros formadores.

Ouça o podcast:

Toxikull: metal underground português

 
 
00:00 /
 
1X

Por Vanderlei Castro.

Oficialmente formada em 2016, a Toxikull renasceu das cinzas da versão anterior da banda Toxic Room. Lex Thunder conta que essa transição aconteceu, pois a Toxic Room tocava somente covers nos bares de Cascais e, com o início da Toxikull, decidiram se dedicar ao repertório autoral em uma formação mais estável.

The Nightraiser

A fase antes do EP The Nightraiser foi decisiva para a Toxikull se tornar o que é hoje. Houve a saída do Leander Sandmaier, guitarra e a entrada de Michael Blade, mudança que influenciou o processo de composição. O EP The Nightraiser foi lançado em 2018, pela Mosher Records.

Em 2019, a Toxikull teve a experiência de se apresentar no Vagos Metal Fest, um dos maiores festivais de metal em Portugal. Lex Thunder nos contou como foi o concerto, a conexão com o público, que cantava as músicas com a banda, e também da dificuldade que teve por ter se apresentado um dia antes com a Midnight Priest.

Cursed and Punished

Em setembro do mesmo ano, após se apresentarem no Vagos Metal Fest, a Toxikull lançou o segundo álbum Cursed and Punished, que rendeu uma grande repercussão. Cursed and Punished foi considerado por muitas revistas e veículos de imprensa especializados o melhor álbum de Speed/Thrash/Heavy de 2019 e rendeu muitos concertos à banda na reta final do ano.

Lex Thunder fala aos ouvintes do Long Live Metal para acompanharem as páginas da Toxikull nas redes sociais (Facebook / Instagram / YouTube). Segundo Lex, vem muita coisa boa por , inclusive para o Brasil.

Entrevista – Festival de Dança promove extensão virtual “Arte e Sobrevida” neste fim de semana

Gustavo Fagundes fala sobre a carreira musical