in

Genocídio: death metal em alta voltagem

Nesta semana, o podcast do Long Live Metal entrevista o Genocídio, banda de Death Metal de São Paulo (SP). E para falar do Genocídio, convidamos o Wanderley Perna, integrante da formação original e um dos formadores da banda.

Ouça o podcast:

Por Vanderlei Castro.

Formado em 1986, na época como power trio, o Genocídio logo lançou o primeiro trabalho da banda: a demo “Fall Of Heaven” em 1987. Alguns anos depois, em 1990, ainda com a mesma formação, o Genocídio lançou o primeiro álbum: “Depression”.

No início, houve pequenas mudanças e a banda chegou até ser um quinteto, mas logo voltou a ser um trio. Em 1987, a banda realizou algo pouco comum para época e lançou três demos no mesmo ano: Fall Of Heaven, Live in Bebedouro e Live (São José dos Campos), com a mesma formação.

Nesse podcast do Long Live Metal, Wanderley Perna também nos contou como foi a entrada de Murilo Leite. Após o lançamento de “Depression”, sentiram a falta de uma segunda guitarra na banda, tanto em estúdio quanto ao vivo. Murilo Leite já conhecia o Genocídio e, inclusive, ensaiava no mesmo estúdio com outra banda. Foi lá que surgiu o convite para a entrada dele como segundo guitarrista. Com essa formação, o Genocídio lançou seu segundo álbum: “Hoctaedrom”, em 1993.

Recentemente, após fazer parte dos tributos ao Motorhead, Black Sabbath e AC/DC, todos pela gravadora inglesa Secret Service Records, receberam um novo convite, desta vez para um tributo ao lendário Slayer. Wanderley Perna nos contou como é a sensação de fazer parte de lançamentos desse porte, homenageando bandas que fizeram parte de sua vida e servem até hoje de influências.

Atualmente, o Genocídio está em processo de gravação do seu novo álbum, o décimo da carreira. As músicas ainda não estão com nomes definidos, mas metade já está gravada. Wanderley Perna, conta na entrevista que será o último álbum da carreira a ser lançado e explica o porquê dessa decisão.

Os próximos lançamentos, segundo Perna, serão focados em singles e videoclipes com músicas novas do Genocídio.

Podcast da Alma EP10 – Humanização durante a pandemia

Lume: por mais Direitos Humanos e menos fake news