in

Tatinha, um clássico do radialismo esportivo

O Estação Memória está de volta com novos episódios na temporada 2020 da Alma Londrina Rádio Web. E para reestrear na programação em grande estilo temos uma entrevista gravada com Tatinha, radialista clássico de Londrina, conhecido, principalmente, pela atuação no radialismo esportivo da Rádio Paiquerê.

O Estação Memória faz parte do programa de formação complementar “Produção em Radiojornalismo”, vinculado ao curso de Jornalismo da UEL.

Ouça o podcast:

Jair de Antonio Prata nasceu em Nova Europa (SP) no dia 21 de agosto de 1940 e mudou-se para Londrina, no norte do Paraná, com menos de um ano de idade. A família passou a viver no bairro Vila Nova, distante apenas quatro quadras da Rádio Londrina.

O contato com a radiofonia e o futebol surgiu já na infância, tanto que o apelido pegou pelo fato de ele acompanhar o irmão mais velho – o atacante Tata – em campeonatos amadores pela região. Casado com Sheila Navega Souza Prata desde 1974, Tatinha tem três filhos: Mariângela, Janaína e Jair.

Tatinha (esquerda) e o J.Matheus no estúdio da Rádio Paiquerê

Em 1955, entrou no Banco Bradesco enquanto mantinha o trabalho paralelo de rádio-escuta. Depois da fundação do Londrina Esporte Clube (LEC), em abril de 1956, passou a ver o treino do time após o expediente no banco.

No estádio, Tatinha buscava informações para repassar aos cronistas esportivos. Com 18 anos, passou a trabalhar exclusivamente na Rádio Londrina. Em 1966, foi para a Rádio Clube. Em 1967, integrou a equipe da Paiquerê AM. Paralelo ao radialismo esportivo, Tatinha administra uma clínica médica desde 1972. Na política, foi chefe de gabinete do prefeito, Dalton Paranaguá (1968-1972).

O Tatinha é conhecido no meio esportivo paranaense por ter acompanhado o LEC desde o nascimento. Ele estava no primeiro jogo oficial do time, em 24 de junho de 1956: um amistoso contra o Corinthians de Presidente Prudente (SP) que terminou empatado (1 a 1).

O radialista considera a estreia oficial nas transmissões radiofônicas ao vivo – como repórter e locutor – a temporada de 1962, ano em que o LEC conquistou o primeiro título paranaense (venceu o Coritiba por 4 a 2). Já cobriu vários jogos pelos campeonatos brasileiro e paulista, além de amistosos da seleção brasileira na França, Noruega e Paraguai. 

Pela Rádio Paiquerê, Tatinha cobriu as copas da Itália (1990) e dos Estados Unidos (1994). Atualmente, o radialista participa durante a semana do programa “Bate Bola”, “Plantão Paiquerê” aos domingos, do “Em Cima do Lance” e voltará a fazer as transmissões do Campeonato Brasileiro de Futebol.

Produção
Keli Gevezier
Emerson Dias
Mário Sales

Edição
André Fiori e Bruno Cardial
Laboratório de Radiojornalismo UEL

Fotos
Emerson Dias

Podcast da Alma em quarentena – EP09 feito em casa e online

Podcast da Alma EP10 – Humanização durante a pandemia